ACOLHIDA SOLIDÁRIA DO CURSO DE DIREITO - FAC

A Faculdade Arquidiocesana de Curvelo, na sua missão em formar profissionais cidadãos e éticos, com uma sólida base científica e humanística, promove a integração dos alunos do curso de Direito por meio de uma Acolhida Solidária. No dia 21 de setembro os alunos realizaram uma visita solidária ao Asilo da Velhice Desamparada do município de Curvelo levando alegria, música, animação e muita atenção aos idosos. Na oportunidade, foram doadas fraldas geriátricas ao Asilo para ajudar a minorar suas dificuldades financeiras e materiais. Além disso outras atividades foram realizadas como esmaltação de unhas com a colaboração da mãe de uma aluna, penteados e jogo de cartas.

Os alunos foram preparados por uma oficina realizada pela professora de Sociologia Érika Caetano, inspirada na obra “Memória de Velhos” de Ecléa Bosi. Durante a atividade os discentes foram levados a refletir sobre os direitos do idoso, principalmente sobre o Direito à Memória, com a projeção do curta “Dona Cristina perdeu a memória” que conta a história de uma amizade entre uma senhora de 80 anos que tem problemas de memória e um garoto de 8 anos.

Os alunos das cidades circunvizinhas foram incentivados a realizar a visita em suas localidades, buscando dar atenção e levando um pouco de carinho aos idosos. No depoimento da aluna Lília Gomes Soares que visitou a Casa da Melhor Idade em Lassance/MG: “a riqueza da carga que trazem consigo, a generosidade em transmitir o conhecimento, a alegria e gratidão por estarem recebendo nossa visita (fiquei até envergonhada por estar ali por causa de um trabalho de faculdade e sendo tratada por elas como uma pessoa especial que visita aos idosos por ser nobre). Tudo o que vivi em algumas horas de um dia aleatório levou-me a refletir sobre a contribuição que estou dando ao mundo em que vivo. A velhice é uma realidade para qual todos estamos caminhando e o que temos plantado para colher lá na frente? ”

Aluna Lília e idosa da Casa da Melhor Idade – Lassance/MG

Para a aluna Rejanne que visitou o Lar dos Idosos Padre Patricio Pedro de Souza em Felixlândia: “Cheguei a me emocionar com a felicidade deles, com a minha chegada e com o café solidário que foi proporcionado. Tenho plena certeza que não verei a vida com os menos olhos, sai de lá com vontade de voltar. Percebi quantas dificuldades o asilo enfrenta tanto financeiramente como burocraticamente por parte de órgãos fiscalizadores, e mesmo assim percebi o empenho e a esperança por parte de todos os funcionários. Foi uma experiência única, tenho certeza que se quisermos podemos fazer a diferença na vida das pessoas.”

 

Aluna Rejanne Borba com os idosos – Felixlândia/MG

Para os alunos que visitaram o Asilo em Curvelo

Jheniffer

Nos relatos dos alunos a emoção de contribuir um pouco com a alegria dos idosos e de compartilhar suas experiências são os pontos fundamentais. Para a turma do primeiro período: “é preciso cuidar de quem já cuidou de nós, e os amar incondicionalmente” .

 

Últimas Publicações

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

II Semana da Pesquisa e Extensão